Petrópolis no Século XX - Petropolis in the Twentieth Century - Local History


Colégio Notre Dame de Sion de Petrópolis - 1924

 

 

Esta foto pertencente ao acervo da Universidade Católica de Petrópolis, apresenta à época o Colégio Notre Dame de Sion, logo após a sua construção e urbanização da respectiva área periférica pela administração municipal em pleno anos 20, após projeto de Sá Earp, registre-se também que se encontrava também erguida a capela interna do Colégio.

Deve-se observar nesta foto que o "bico" de terreno que pertencia ao conjunto do Solar, apresenta-se cercado, por ordem da direção do Colégio, assim como o próprio Colégio, aparecendo em seu interior o quiosque que integrava o Garden Party que à época pertencia ao jardim de inverno do Solar do Visconde de Ubá. Pode-se também deduzir que possivelmente existissem estufas na mesma área.

 

(Quiosque do Solar do Barão, onde a princesa Isabel passou sua Lua de Mel)

Podemos não somente vislumbrar ambas as ruas que fazem o entorno da propriedade, tanto a Benjamim Constant como a Rua Silva Jardim, assim como as mansões e solares que foram erguidos na passagem dos séculos. Também podemos observar em primeiro plano a Rua Caldas Viana e o “Secos e Molhados” que se estabelecia na esquinas desta rua com a Silva Jardim, assim como a linha da estrada de ferro que se dirigia para a passagem do túnel.

 

(Secos e Molhados da Caldas Vianna)

Observem que não ocorreram grandes ocupações de moradias nas áreas de declive na bacia dos morros, apenas apresentando-se moradias ao fundo da região, na área da Floresta, principalmente em sua base da com muitas casas de relevo arquitetônico e algumas ocupações populares que segundo os registros jornalísticos da época eram ocupados por famílias de baixo poder aquisitivo e que constantemente necessitavam da presença da força pública. Também já se observava o alongamento residencial da Rua Benjamim Constant com inúmeras construções na mesma época.

 

(região da Floresta)

 

Um grande destaque para a época era a presença das Magnólias não somente pelos jardins do Colégio e principalmente no plano urbanístico das ruas do entorno, fato que apresentava contornos que lembravam os jardins franceses do período Haussmanniano.

prof.Ms. Oazinguito Ferreira

prof. Ms. Oazinguito Ferreira



Escrito por prof. Oazinguito Ferreira às 19:55
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Igreja do Rosário & Monsenhor Gentil IV

 

Esta raridade onde podemos observar o Monsenhor Gentil em estado de contemplação de sua criação, a nova sede para a Igreja do Rosário, onde podemos ver a abóboda em construção. Gentil doação da professora Márcia Correa, atualmente diretora do Colégio Monsenhor Gentil da municipalidade e também criado pelo próprio Monsenhor nos fundos da Igreja.

  

Nesta foto podemos observar outra etapa da construção de sua nova fachada e os caminhões de carga e descarga que estacionavam em sua lateral.

A foto da igreja antiga com os cartazes da empresa M.N.Corrêa Ltda (Petrópolis) já organizando seu canteiro de obras e preparando a área para outra empresa a Estacas Franki Ltda.  (Rio de Janeiro) de fundações poder se estabelecer.

prof. Ms. Oazinguito Ferreira



Escrito por prof. Oazinguito Ferreira às 17:28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  OAZINGUITO FERREIRA DA SILVEIRA FILHO, prof., pesquisador, Curriculo Lattes
  IHP - INSTITUTO HISTÓRICO DE PETRÓPOLIS - A Memória da Cidade
  ARQUIVO HISTORIOGRÁFICO GABRIEL FRÓES - Memória Petropolitana - Historiográfo
  TEXTOS PUBLICADOS SOBRE PETROPOLIS NO SECULO XX
  HISTORIA&HISTORIA - CONSIDERAÇÕES HISTÓRICAS - Oazinguito Ferreira
  NO TWITTER - PETROPOLISNOSECULOXX - PROFFERREIRA
  COLONIZAÇÃO ALEMÃ EM PETRÓPOLIS - para pesquisas escolares
  ATENDENDO AOS ESTUDANTES
Votação
  Dê uma nota para meu blog